Arquivo

Posts Tagged ‘sociedade’

SOBRE A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

maioridade-penal

Devido a minha formação como educador, não consigo cogitar a possibilidade de aceitar com naturalidade a redução da maioridade penal.

Claro que isso não significa que todos os professores devessem pensar como eu. Aliás, defendo que cada um possa ter sua opinião de acordo com suas convicções.

Acontece que os profissionais que contribuíram para minha formação tinham ideais bem claras sobre o papel da educação em uma sociedade e como ela serve para combater o crime antes mesmo que ele aconteça.

Portanto, reduzir a maioridade penal não passa de uma medida paliativa. Algo que irá punir alguns casos mostrados pela mídia, porém, não chegará nem perto de resolver o problema real que aflige o país.

Na verdade, parece que estão tentando criar uma forma punir crimes que incomodam determinada parte da população, para tranquilizar os cidadãos de bem que ficam chocados a cada nova edição do Jornal Nacional.

Afinal, nada pior do que trabalhar um dia inteiro, levando esse país nas costas e ainda ter que, no fim do dia, aturar notícias de violência urbana depois de chegar em casa, não é mesmo?

Ao que tudo indica, querem fazer uma legislação que, aparentemente, não visa reduzir a quantidade de homicídios que acontecem diariamente nas periferias e não noticiados pela televisão.  Continue lendo

Anúncios

SOBRE O ÓDIO QUE SENTEM

O ódio

Acho engraçado como as pessoas acreditam que o fato de não fazer alguma coisa já é relevante o suficiente para cumprir seu papel na sociedade. Hoje, no trânsito para o trabalho, vi um carro com um adesivo dizendo: “A culpa não é minha. Eu votei no Aécio”.

Muito estranho a pessoa declarar abertamente o voto em alguém que também recebeu dinheiro de todas as empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato. Minha dúvida é se ela acredita que, no caso do senador tucano, os empresários doaram milhões de reais por amor ou se, simplesmente, ficou aliviada de seu candidato não ter sido eleito e, consequentemente, a bomba explodir no colo de outros político corrupto.

Enfim, o fato é que o motorista do carro em questão, usou o acostamento para cortar um pequeno trecho do engarrafamento. E aí eu me pergunto: qual será essa tal “culpa” a qual ele se refere?

Se for pelo fato de algumas dezenas de pessoas terem ficado milionárias de forma ilícita, neste caso, realmente ele não é culpado. Entretanto, se a intenção era falar da situação caótica que o país enfrenta, aí, meu caro, o indivíduo errou feio. Errou rude. Continue lendo

NÃO SOU UM CIDADÃO DE BEM

peter griffin

 

Independentemente do ano que se inicia, as manchetes dos jornais são sempre as mesmas. Dietas milagrosas, atrizes que vão à praia “fora de forma” e affairs de celebridades. Basta alguns minutos assistindo a programação matinal das três principais emissoras de televisão aberta do país para ter certeza de que estamos longe de alcançar uma maturidade cultural.

Quando vejo o programa da Ana Maria Braga reservar todo o seu tempo para falar sobre bunda, usando a expressão “preferência nacional” para se referir a essa parte do corpo feminino, a vontade que tenho – também influenciado pelo calor desses últimos dias – é de me congelar por algumas centenas de anos, na esperança de que a consciência humana lá no futuro esteja melhor do que agora.

A situação por aqui está tão estranha que conceitos como “hipocrisia” ou “ironia” se tornam obsoletos para descrevê-la. É muita falta de noção para ser descrita por uma palavra só. Continue lendo

Categorias:Crônicas Tags:,

MAIS CONFUSO QUE A QUADRILHA DE DRUMMOND

duvida-0001

Eis o atual cenário brasileiro:

A direita quer derrubar o governo federal, que é de esquerda.

Entretanto, a esquerda mais radical ataca o PT que, atualmente, segue a onda paz e amor.

Há boatos de que a direita financia a direita que, por sua vez, financia manifestantes.

O PT, que hoje não ataca mais ninguém, faz o mesmo que o FHC fazia. Porém, o FHC não aprova o governo do PT.

Os manifestantes, financiados ou não, protestam contra a política, porém, negam todos os partidos políticos.

Mas, não são anarquistas.

Anarquistas são os membros do Black Blocs, porém, não necessariamente “membros”, pois dizem que não formam um grupo.

Os Black Blocs – que não formam um grupo – embora anarquistas, são ligados ao PSOL, que é um partido político.

O político que xingava o governo nas eleições passadas, hoje faz parte da base governista. Já o que era aliado, hoje é o candidato da oposição. Continue lendo

Categorias:Crônicas Tags:,

APERTARAM A TECLA REW DA SOCIEDADE

tecla rew

A evolução da sociedade é diretamente proporcional a capacidade de raciocínio do ser humano. Para se ter uma ideia, houve um tempo que levava semanas para que uma mensagem escrita chegasse até seu destinatário, dependendo da distância entre emissor e receptor. Hoje, em milésimos de segundos, publico este texto para quem quiser ler em qualquer lugar do planeta. (Tudo bem que não imagino alguém lendo o meu blog no fundo do oceano ou aos pés de um vulcão prestes a explodir)

Porém, observando o comportamento das pessoas na internet, muitas vezes encorajadas pelo anonimato, diria que estamos presenciando o princípio de uma provável involução da sociedade. Ou, como preferir, um retrocesso de pensamento.

Essa hipótese pode ser argumentada pelo fato de que hoje é muito fácil “ser inteligente”: Basta ser eloquente, falar mal do governo em qualquer situação, se posicionar firmemente sobre qualquer assunto e parafrasear o senso comum usando palavras sofisticadas. Ou seja, parece que abriram mão da ação de desenvolver o raciocínio para se contentarem apenas com a aparência.

É como se o “só sei que nada sei” de Sócrates fosse atropelado pelo “eu sei de tudo e você não sabe de nada” da Raquel Sherazade. Continue lendo

TUDO FARINHA DO MESMO SACO

saco-de-assar--da-farinha--o-saco-de-farinha--receita_3333562

O que mais vejo nas redes sociais são manifestações religiosas ou manifestações contra essas manifestações.

Parece que as pessoas não levam mais a sério o sábio pensamento que “religião e futebol não se discutem”.

E essa discussão, de fato, não deve acontecer, porque não levará a nenhuma conclusão. No fundo, não há muita diferença entre o religioso e o ateu.

Ambos são egocêntricos, arrogantes e atacam um ao outro para esconderem essas mazelas.

Afinal, é sempre mais fácil culpar o outro pelos problemas do mundo. Enquanto o religioso acredita que tudo de ruim acontece por falta de Deus no coração das pessoas ou, talvez, porque o fim do mundo está próximo, o ateu prefere acreditar que tudo é culpa da falta de inteligência das outras pessoas, pois, ninguém pode ser mais inteligente que um ateu.

A seguir listei alguns tópicos que mostram a semelhança paradoxal entre esses dois sujeitos: Continue lendo

Categorias:Crônicas Tags:,