Arquivo

Archive for the ‘Introdução’ Category

ORGANIZANDO AS IDEIAS

Para mim, esta é a parte mais difícil da criação do blog: escolher a ordem de publicação dos textos.

Não consigo me sentir bem relendo meus textos. Sempre encontro novos erros, penso que poderia ser escrito de outra forma e fico achando que não estão bons o suficiente para publicar. Chego a afirmar que, para mim, meus textos nunca estarão efetivamente prontos.

Isso é uma tortura. Se lembra de quando era criança e sua mãe pedia para que você escolhesse apenas um brinquedo para levar quando iam à casa de sua vó? Lembra da angústia de não querer cometer nenhuma injustiça ao decidir entre os Comandos em Ação e os Cavaleiros do Zodíaco? Ou da frustração de olhar para todos os seus brinquedos e achar que nenhum é legal o bastante para te acompanhar até a casa de sua vó? Pois é… Meus textos são os meus brinquedos.

Optei pelo mais óbvio, uma organização cronológica. Primeiro que assim não cometerei nenhuma “injustiça” ao ter que fazer escolhas entre meus textos. Segundo que desta forma vocês poderão acompanhar o meu “amadurecimento literário” e julgar se houve melhora, se perdi a mão ou se continuo escrevendo da mesma forma de sempre.

Os textos estarão organizados em duas categorias: Contos e Crônicas.

Nessa segunda categoria a organização não será a mesma, pois uma crônica na maioria das vezes está relacionada a algum tema de momento, portanto elas serão publicadas de acordo com meu estado de espírito no momento.

Anúncios
Categorias:Introdução

ENTENDENDO COMO FUNCIONA

Há mais de cinco anos eu comecei a escrever contos textos de situações que eu ficava imaginando.

Como nunca tive um tema específico para escrever, não posso definir o gênero dos meus textos, então não vou classificá-los em categorias.

Toda semana vou postar um texto novo e a sua respectiva inspiração, não necessariamente nessa ordem.

Simples, não?

Agora é só acompanhar para ver onde isso vai parar.

Categorias:Introdução

INÍCIO

Pensando em uma forma interessante para publicar meus textos, fui listando o que eu mais gostava em meus autores favoritos e percebi que tenho certo fascínio pelas histórias que existem por trás de cada obra.

São detalhes que fazem toda a diferença para mim. Saber que Renato Russo escreveu Pais e Filhos quando estava no banheiro me chocou bastante, mas serviu para assunto de longas conversas entre meus amigos.

Descobrir que o Rubem Fonseca colocava suas características em seus personagens e que a autora do Harry Potter começou a escrever a história em guardanapos é algo que torna a  leitura mais interessante.

Resolvi publicar os meus textos de uma forma diferente dos outros autores. Pretendo primeiro dizer para o leitor como o texto foi criado, o que me inspirou, onde eu estava e etc.

Claro que não vou entrar no âmbito da interpretação, pois isso é muito subjetivo.

No mais, espero que gostem dos meus textos. Boa leitura!

Rodolfo Melo

Categorias:Introdução