Início > Crônicas > MAIS CONFUSO QUE A QUADRILHA DE DRUMMOND

MAIS CONFUSO QUE A QUADRILHA DE DRUMMOND

duvida-0001

Eis o atual cenário brasileiro:

A direita quer derrubar o governo federal, que é de esquerda.

Entretanto, a esquerda mais radical ataca o PT que, atualmente, segue a onda paz e amor.

Há boatos de que a direita financia a direita que, por sua vez, financia manifestantes.

O PT, que hoje não ataca mais ninguém, faz o mesmo que o FHC fazia. Porém, o FHC não aprova o governo do PT.

Os manifestantes, financiados ou não, protestam contra a política, porém, negam todos os partidos políticos.

Mas, não são anarquistas.

Anarquistas são os membros do Black Blocs, porém, não necessariamente “membros”, pois dizem que não formam um grupo.

Os Black Blocs – que não formam um grupo – embora anarquistas, são ligados ao PSOL, que é um partido político.

O político que xingava o governo nas eleições passadas, hoje faz parte da base governista. Já o que era aliado, hoje é o candidato da oposição.

Arruda, Roriz e Luiz Estevão, como zumbis, ressurgem do cemitério político. Contudo, não querem cérebros. Estão famintos atrás dos acéfalos, porque eles também votam.

A pessoa que sai de sua casa no bairro nobre para o trabalho, anda de carro blindado por medo da violência, pois não vê a presença da polícia nas ruas.

A pessoa que mora no bairro pobre já vê o policiamento nas ruas. E tem medo dele.

Já os criminosos não têm medo de ninguém. Os do bairro nobre continuam roubando milhões dos cofres públicos ou jogando seus filhos pelas janelas de seus apartamentos luxuosos, enquanto os dos bairros pobres permanecem roubando e matando por trocados.

As pessoas afirmam que o país não é racista, entretanto, as estatísticas mostram que o negro ainda ganha, em média, metade do salário do branco.

A população, diante desse cenário mais confuso do que a Quadrilha de Drummond, resolveu acordar. Desistiu da política que jamais acompanhou. Levanta cedo para ir à igreja, empunha armas para se defender do mal, espanca, desnuda e amarra ao poste aquele que foi julgado culpado. Não por sadismo, mas para servir de lição, filma tudo e publica na internet.

Mas, isso não é crime ou barbárie. Nem se assemelha em nada com os tempos da escravidão. Isso é defesa. Defesa contra um governo omisso seja lá de que lado for. O que importa é que ele é omisso.

O estagiário do advogado provocou uma crise política revelando o que foi dito no terceiro parágrafo deste texto.

E rojões matam torcedores e cinegrafistas, que não pertencem à quadrilha do governo ou da oposição, nem à de Drummond ou à de São João.

Anúncios
Categorias:Crônicas Tags:,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Gostou? Então comenta aí.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s