Início > Contos, Crônicas > DONA IRENE NÃO É RACISTA

DONA IRENE NÃO É RACISTA

1052

Dona Irene não é racista. Ela respeita todas as diferenças e acredita que no Brasil não há raças, mas apenas uma única mistura de todas as cores e crenças. Porém, ela nunca contratou uma garota loira de olhos azuis para limpar sua casa.

“Tão bonitinha assim deveria estar estudando.” Assim pensa dona Irene.

Dona Irene tem consciência social, mas, não é racista.

Em sua casa, não há uma empregada doméstica. Mas, uma “quase membro da família” que até janta junto com todo mundo.

Dona Irene detesta o termo “empregada doméstica” e por isso não assina a carteira de ninguém.

Dona Irene não é racista, mas uma pessoa boa. Ela salvou uma jovem da miséria, que por coincidência era negra.

Pagou uma passagem de ônibus para a garota sair do Piauí e ir morar em sua casa na cidade grande.

Dona Irene pensou em pagar uma passagem de avião, mas concluiu que a garota devia ter medo de voar.

Doa Irene tem um bom coração, só não é racista.

Dona Irene deu um novo lar para essa garota, incentivou que continuasse seus estudos no turno noturno da escola pública mais próxima de sua casa e ainda a deixa comer de tudo que quiser do armário.

Mas, cobra que a menina limpe sua casa diariamente e prepare as refeições. Afinal, dona Irene não é racista e acredita que todos devemos ter responsabilidades na vida.

Dona Irene ajuda, ensina e educa.

Tempos depois a garota passou no vestibular. Entrou pelo sistema de cotas.

Dona Irene não gostou. No fundo ela achava que a garota não tinha o perfil para ser advogada. Tentou convencê-la, mas, a menina insistiu em estudar.

Dona Irene ficou triste. Sabia que logo a garota ingrata iria abandonar o seu lar, deixando para trás aquela família que tanto precisava dela.

Dona Irene não é racista. Dona Irene é uma injustiçada.

Anúncios
  1. K.Kliem
    05/11/2013 às 16:06

    Olá Rodolfo!

    Eu também nunca gostei do termo “empregada doméstica”. Por que não “auxiliar da casa”? Prefiro os termos usados aqui na Alemanha: “Perle” = pérola ou “Putzfee” = fada da limpeza. Devemos sempre tratar com respeito e consideração as pessoas que nos servem. Quanto mais baixo e sujo o serviço, tanto mais respeito e consideração estas pessoas merecem. A história da Dona Irene é muito parecida com a história da Dona Erika, uma alemã nascida no Rio de Janeiro em 1935.

  1. No trackbacks yet.

Gostou? Então comenta aí.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s