Início > Lado B > BUFO & SPALLANZANI – RUBEM FONSECA

BUFO & SPALLANZANI – RUBEM FONSECA

Muitos elegem A Grande Arte como a obra prima do Rubem Fonseca, mas há controvérsias… Na verdade não me arrisco a eleger como o melhor apenas um livro desse gênio, pois estarei, com certeza, sendo injusto com suas outras histórias. O máximo que posso fazer é elencar horizontalmente os meus favoritos, sem ordem ou colocação. E sendo assim, sem sombra de dúvida, Bufo & Spllanzani entra nesta lista.

Esse romance do Rubem Fonseca bem que poderia ser comparado a uma matrioshka, aquelas bonequinhas russas que quando se abre uma, aparece outra dentro.  Pois, no decorrer da leitura percebemos várias pequenas histórias independentes, que se unem por meio de uma envolvente narrativa feita pelo protagonista, Ivan Canabrava ou Gustavo Flávio, como preferir.

É um romance policial que conta a história de Ivan Canabrava, um professor primário que se transforma em Gustavo Flávio, um escritor de romances policiais. Uma história que teria tudo para ser confusa se não fosse a incrível habilidade de Rubem Fonseca em escrever de certa forma que transporta o leitor para dentro do livro, tornando-o parte do enredo. Dessa forma, fica fácil perceber o que é realidade e o que é ficção.

O livro segue o tradicional formato dos romances policiais, com assassinatos, mistérios, dúvidas e só não termina com um mordomo culpado por não haver nenhum em toda história. Mas a forma como é contado, faz toda a diferença.

As personagens foram bem construídas, ficando difícil escolher uma favorita ou definir quem são os vilões ou mocinhos da história, algo bem parecido com a vida real. Fora o protagonista que já mencionei, a trama conta ainda com o detetive Guedes, inteligente e honesto, o tipo de policial que toda criança já quis ser um dia. Com Minolta, uma hippie apaixonante. Temos também o poderoso empresário Eugênio Delamare que teve sua esposa assassinada misteriosamente no início do livro, um coveiro, um casal de lésbicas, um biólogo e um sapo morto. Esses são alguns dos ingredientes que temperam as 240 páginas desse incrível romance.

Bufo & Spallanzani mostra o drama criativo vivido por um escritor, uma história que me envolveu do início ao fim em um jogo de ironias, obsessões e suaves doses de humor. O clímax criado por Rubem Fonseca ao final do livro é extremamente apreensivo, abrangendo tensão, angústia e incredulidade. Um final para quem tem colhões… Ou não.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Gostou? Então comenta aí.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s