Início > Crônicas > E O WANDO, MORREU?

E O WANDO, MORREU?

Tanta coisa está acontecendo que eu não consigo acompanhar todas e deixo de explorar assuntos interessantes.

São tantas decisões para um dia que 24 horas não são o suficiente. Muitas perguntas para uma cabeça só: Compro um cachorro? Estudo para o concurso? Onde almoçar? E o nome do cachorro? É hoje que o filho da mulher rica vai morrer na novela? Para que dia é o relatório que o meu chefe pediu? Hoje tem jogo? E o Wando, morreu?

Reservando um bom tempo do meu dia para responder esses tipos de perguntas, vou deixando de perceber que coisas piores estão acontecendo: os deputados vão deixar para iniciar as atividades parlamentares só depois do carnaval, o trânsito de Brasília se torna mais caótico a cada dia, a violência fica cada dia mais evidente no cotidiano das pessoas e a educação (arma fundamental para solução desses problemas) é uma piada no país.

Na verdade, deveria mesmo me perguntar é se realmente há esperança para que este seja o país do futuro. Mas, não me faço essa pergunta porque tenho medo da resposta.

Não se trata apenas de culpar o governo. Essa atitude é tipo o chuin chuin chun clain para os brasileiros, sempre que a coisa aperta é mais fácil colocar a culpa em quem nos governa. Até porque passa a impressão de que não se precisa fazer nada para que algo mude. O problema é que sempre a culpa é de alguém, menos minha.

Mas o fato é que quando entro no meu carro e vejo motoristas andando no acostamento durante o engarrafamento para ultrapassarem TRÊS carros para permanecerem parados mais adiante, ou quando entro no meu twitter e vejo que todos os dias alguma família (?!) de determinado artista ruim lidera os TTs com um monte de baboseira, concluo que não. Esse não é o país do futuro.

E a culpa de tudo isso é minha. Pois passei a ter preguiça de tudo, preferi criar o meu universo onde me  preocupo apenas com os assuntos mais simples e o mundo lá de fora que se exploda. Compro o cachorro, não estudo, almoço no Bob´s, peço para alguém escolher o nome do cachorro, assisto a novela, deixo o relatório para outro dia, vejo que não tem jogo na televisão, vou para a cama repor minhas energias e começar mais um dia, porém, antes de me entregar ao sono uma pergunta ainda me atormenta: E o Wando, morreu?

Sem tentar entender porque um artista como ele só aparece nos TTs do twitter quando morre enquanto as diversas “famílias” andam soltas por aí, durmo.

Anúncios
Categorias:Crônicas Tags:, ,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Gostou? Então comenta aí.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s